sexta-feira, 3 de maio de 2013

Muita TELEVISÃO pode matar você




Se você adora passar horas em frente à telinha, uma equipe de cientistas australianos tem péssimas notícias: de acordo com um novo estudo, cada hora passada em frente à TV pode aumentar em até 18% os riscos de doenças cardiovasculares. A pesquisa foi realizada com base em análises de estilo de vida de 8800 adultos, e descobriu também que cada hora diária assistindo à televisão aumenta em 11% o risco de morte pos várias causas, além de 9% mais chances de morrer de câncer.
De acordo com David Dunstan, que participou do estudo, isso acontece porque o corpo humano evoluiu de modo que precisa se movimentar, e não ficar parado por longos períodos. Por isso, ficar sentado em frente à TV ou a uma tela de computador atrapalha a sua saúde. “O que acontece é que muitas das atividades diárias normais que eram feitas em pé e em movimento hoje viraram atividades que são feitas com as pessoas sentadas”, explica o pesquisador. Por este motivo, o gasto de energia das pessoas também decresce: “Para muitas pessoas, o dia-a-dia consiste em mudar de uma cadeira para outra, do carro para o escritório para a frente da televisão”, diz.
A pesquisa foi realizada com 3846 homens e 9454 mulheres com mais de 25 anos, que foram separados em grupos de pessoas que assistem a menos de duas horas diariamente, aqueles que vêem entre duas e quatro horas de TV e os que passam mais de quatro horas em frente ao televisor. Todo o grupo foi acompanhado por mais de seis anos, e os participantes com histórico prévio de doenças cardiovasculares foram desconsiderados.
Durante o tempo do estudo, 284 pessoas morreram – 125 de câncer e 87 devido a doenças cardíacas. De acordo com Dunstan, a associação entre o tempo passado em frente ao televisor e a quantidade de mortes por doenças cardiovasculares é significativa, mesmo ao se considerar fatores de risco comuns para estes problemas e outras características do estilo de vida dos participantes.
Fonte: http://www.webmd.com/fitness-exercise/news/20100111/too-much-tv-may-have-deadly-toll
Postar um comentário

liderlagoinha@gmail.com